"Toma um café, que o mundo acabou faz tempo!"

(Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

São apenas saudades, pra sempre Isabel.

Antes de começar a escrever, chorar, lembrar e aumentar a saudade, eu queria agradecer a você que está lendo isso aqui e que vai ler o meu "melhor" post para a melhor pessoa do mundo.

Obrigado, sei que você me ajudou de alguma forma a fortalecer essa saudade!



"Quem já perdeu um sonho aqui?"

Posso começar dizendo que eu não perdi um único sonho, mas sim, muitos sonhos. O sonho de dizer "Mãe, eu vou casar.", "Mãe, eu vou ser Pai.", "Mãe...", "Mãe....", Mãe é uma só... esses são pequenos exemplos do que eu perdi. Fazem exatamente 20 dias e resolvi vim aqui e escrever um pouco do quanto eu te amo e eu sei, que você está lendo, eu sei.

"Mulher, Mãe, Tia, Nora, Sogra, irmã, amiga, Maria Isabel Batista da Silva, isso tudo se resume em uma grande mulher, Saudades." 

Foi aí que minhas lágrimas de saudades cairam... Ah mãe, você me ensinou tudo, tudo, tudo, tudo... Você foi a primeira pessoa que me segurou, que me confortou, que me deu carinho.

Esses "quase" 20 anos de histórias juntos, foi algo que está gravado aqui no meu coração, que está gravado em minha memória, que vai estar gravado em uma fotografia, que vai estar em uma conversa com a família!

Você lembra de todas as homenagens de dia das mães que eu fiz para você na escola? E eu juro que não entendia suas lágrimas... Eu sei que TUDO, TUDO, TUDO que eu fazia era pra te ver sorrir, tudo, tudo! Sei que errei, sei que já me revoltei diversas vezes e peço perdão por todas as vezes que fiz coisas erradas, mas sei que fui repreendido e que isso me ajudou a crescer.

Conversando com minha tia, ela me disse que um dia antes do falecimento da minha Mãe, ela visitou e que minha mãe disse as seguintes palavras:

"Tina, porque vou reclamar de Deus? Porque? Não sei e não entendo o PORQUE dele estar fazendo isso comigo. Mas eu não vou reclamar, eu só quero AGRADECER POR TUDO QUE ELE ME DEU."

Quando minha tia me contou isso, eu pensei... Ah, eu pensei... e eu vejo que eu só quero e só tenho a agradecer, sem julgar que um dia, eu sei que vou te reencontrar.

Hoje estou aqui, estou trabalhando, estou estudando e estou querendo batalhar e seguir em frente para alcançar os meus sonhos e tudo aquilo que um dia você quis para mim, você que TANTO amava a tecnologia, que com 49 anos, PROGRAMAVA, ENTENDIA, ERA ATUALIZADA, QUE ENSINAVA.

Ao recordar, dias atrás, lembro de muitos conselhos, dados por você, que viu meus primeiros passos, hoje, eu guardo em memória a saudade que invade o meu coração, pela ausência de uma vida inesquecível, mas... eu adormeço então e posso te ver...

Se até ontem, eu era o Juninho da minha Vó Judith ou vó Leta, o Luizão do Objetivo, o "peixe" do Santos, o Louiz do rolê, o primo, o irmão, o filho...

Hoje, eu levanto minha cabeça e digo, eu sou um Homem, apesar da idade!

Sim, sim! Eu enterrei minha mãe, eu estava lá, eu ajudei do começo ao fim, eu fiz discurso, eu to dando força pro meu pai e pro meu irmão... e lá de cima, eu vejo um sorriso dela orgulhosa!

Obrigado por tudo Mãe, Obrigado!

Se um dia tiver filhos e filhas, eles vão saber da íncrivel vó deles... que era linda, amava a tecnologia, trabalhava muito e tinha muito amor!

Só penso em você, quando acordo, ao "tentar" dormir, ao sair com os amigos, ao trabalhar, ao encontrar a família...

"Canto quando sinto a sua falta... Rezo pelo bem da sua alma..." 

Mas os teus sorrisos vão ser bem compartilhados por mim... Você trazia consigo o dom de me devolver a calma, que a vida tantas vezes insistiu em me roubar...

E, porque, foi você? Tá.. eu tento entender... só o tempo fortalece, mas, eu amo você!



"Saudade de mãe é coisa sem jeito, chega quando menos
imaginamos: um cheiro, uma melodia, uma palavra... uma imagem, e eis que o cordão do tempo, nos convida ao retorno da infância.


Como se um fio nos costurasse de novo ao colo da mulher que primeiro nos segurou na vida e agora nos pudesse regenerar.


Saudade de mãe é ponte que nos favorece um retorno a nós mesmos; travessia que borda uma identidade muitas vezes esquecida, perdida na pressa que nos leva.


Saudade de mãe é devolução, é ato que restitui o que se parte; é luz que sinaliza o local do porto, é voz no ouvido a nos acalmar nas madrugadas de desespero e solidão, através de uma frase simples: Dorme meu filho! Dorme!


Hoje, nesse dia em que a vida me fez criança de novo, neste instante em que esta cena feliz tomou conta de mim, uma única palavra eu quero dizer: Oh minha mãe, que saudade eu sinto de você!"


Saudades, minha mãe, minha vida, eu te amo!"





Isso foi apenas um pouco do que eu posso escrever, Obrigado a tudo que me falaram e a todos que me fortaleceram, é vida que segue...



"Que mesmo que a saudade insista em bater, recomeçar faz parte de viver..."

Com Fé, Força e muito amor.


Obrigado!


22:41 24/01/2012






www.facebook.com/louizsfc
www.twitter.com/louizsfc

Um comentário:

  1. Luiz,

    Conheci a sua mão há alguns anos atrás. Pessoa de riso fácil e bom coração. Lembre-se sempre disso, ela foi a melhor mãe do mundo! Ela te amou mais do que ninguém. Que Deus te conforte e saiba que ela está com o Pai.

    ResponderExcluir